blog florescer

Série Jacó – Parte V

Olá meninas,

Voltei e hoje temos momentos emocionantes na nossa série. Você não vai querer perder nada. Na última semana vimos que Jacó casou-se com as duas filhas de Labão e pagou o preço da trapaça que ele fez com o seu irmão Esaú, e depois de tanta exploração de seu sogro, ele conseguiu finalmente sair daquela terra junto com toda sua família, e uma nova história Deus escreveu para sua geração.

A saída de Jacó com seus familiares não foi nada fácil, até o último momento seu sogro o perseguiu, se você for lá em gênesis 31 verá que Labão foi atrás deles e a vontade era de matar Jacó, mas Deus falou com Labão em sonho e não permitiu essa tragédia. Então, eles se encontraram e fizeram um acordo no monte Gileade e Labão abençoou a partida deles:

Disse ainda Labão a Jacó: “Aqui estão este monte de pedras e esta coluna que coloquei entre mim e você. São testemunhas de que não passarei para o lado de lá para prejudicá-lo, nem você passará para o lado de cá para prejudicar-me. Que o Deus de Abraão, o Deus de Naor, o Deus do pai deles, julgue entre nós”. Então Jacó fez um juramento em nome do Temor de seu pai Isaque. Ofereceu um sacrifício no monte e chamou os parentes que lá estavam para uma refeição. Depois de comerem, passaram a noite ali.Na manhã seguinte, Labão beijou seus netos e suas filhas e os abençoou, e depois voltou para a sua terra. Gênesis 31:51-55

No caminho Jacó avistou anjos do Senhor e chamou aquele lugar de Maanaim, que significa exército de Deus. Jacó se sentiu confiante e disposto a fazer as pazes com seu irmão Esaú, então mandou um mensageiro pra avisar- ló da sua chegada e então o mensageiro volta com uma notícia:

“Fomos até seu irmão Esaú, e ele está vindo ao seu encontro, com quatrocentos homens”. Jacó encheu-se de medo e foi tomado de angústia. Gênesis 32:6,7

E nas horas mais difíceis o que devemos fazer é orar, e Jacó orou:

“Ó Deus de meu pai Abraão, Deus de meu pai Isaque, ó Senhor que me disseste: ‘Volte para a sua terra e para os seus parentes e eu o farei prosperar’; não sou digno de toda a bondade e lealdade com que trataste o teu servo. Quando atravessei o Jordão eu tinha apenas o meu cajado, mas agora possuo duas caravanas. Livra-me, rogo-te, das mãos de meu irmão Esaú, porque tenho medo que ele venha nos atacar, tanto a mim como às mães e às crianças. Pois tu prometeste: ‘Esteja certo de que eu o farei prosperar e farei os seus descendentes tão numerosos como a areia do mar, que não se pode contar’ “. Gênesis 32:9-12

Jacó preparou tudo, dividiu seus bens, mandou parte como presente para seu irmão. Suas mulheres e filhos atravessaram o rio Jaboque levando todos seus bens e ele permaneceu sozinho naquela noite.  Então um homem, um anjo do Senhor, apareceu e lutou com ele até o amanhecer, o homem vendo que tava difícil sair dali, tocou na coxa de Jacó e o deixou manco. Mas a luta continuava, Jacó não queria o deixar ir embora e disse: só te deixarei quando me abençoares e o então o homem perguntou nome dele e Jacó respondeu, e então o homem disse:

“Seu nome não será mais Jacó, mas sim Israel, porque você lutou com Deus e com homens e venceu”. Prosseguiu Jacó: “Peço-te que digas o teu nome”. Mas ele respondeu: “Por que pergunta o meu nome?” E o abençoou ali. Gênesis 32:28,29

Jacó, agora Israel, chamou aquele lugar de Peniel, pois esteve face a face com Deus. E a partir desse momento Jacó nunca mais foi o mesmo. Aos olhos de Deus, Jacó venceu sua própria natureza, passou a ser humilde, submisso e necessitado da presença do Senhor.

Nossa! Que capitulo maravilhoso. Desejo que cada um tenha um verdadeiro encontro com Deus, assim como Jacó, lute pela benção, deixe que o Senhor marque você, permita que Deus te dê um novo nome, abandone a velha criatura e siga seu propósito.

Beijos da Cel

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *